Garota Tempestade – Nicole Peeler

Garota Tempestade

  •    Autor: Nicole Peeler
  •    Editora: Valentina
  •    Nº de Páginas: 278
  •    Edição: 1
  •    Ano: 2013
  •    Título Original: Tempest Rising
  •    Tradutor: Ana Beatriz Manier

   Avaliação: 8,0

Mesmo tendo passado a vida inteira na pequena e conservadora cidade de Rockabill, Jane True, 26 anos, sempre soube que não se encaixava numa sociedade pretensamente normal. Durante um de seus clandestinos nados noturnos no mar congelante, desafiando um perigosíssimo redemoinho, uma descoberta terrível leva Jane a revelações surpreendentes sobre sua herança genética: ela é apenas meio-humana. Agora, Jane precisa penetrar um mundo de mitos e lendas, povoado por criaturas sobrenaturais, aterrorizantes, belas e até mortais. Características que também descrevem perfeitamente Ryu, seu novo “amigo” — um vampiro poderoso, deslumbrante e hummm, aiii… muuuito SEXY. Nesse mundo, onde há um goblin advogado, um espírito de árvore maquiador, um súcubo dona de boutique, elfos diabólicos, homens inflamáveis, seres híbridos que se transformam em animais selvagens, nada é presumível. Que dirá um romance ao molho pardo. Mas atenção, nunca, nunca mesmo, esfregue a lâmpada do gênio. Entretanto, alguém está matando meio-humanos como Jane. A pergunta que não quer calar é: os assassinatos são fruto de uma mente doentia ou há um plano macabro para exterminá-los? Se você é fã de Sookie Stackhouse, meio-humanos, vampiros sedutores e criaturas sobrenaturais, então se prepare para mergulhar de cabeça nessa deliciosa série de urban fantasy.

————————————————————————————————————————————————————————————————–

Oi pessoa, lembra de mim? Sou a autora desse blog, sabe? Pois é, ele não morreu, nem eu! A não ser que você considere morte por vergonhite aguda…

Meus horários mudaram drasticamente e me vi com um pouco de dificuldade pra organizar (leia-se arrumar tempo para ler) minha vida. A peculiaridade é que agora ando com sono, tipo, muito sono! O que basicamente descaracteriza o nome do blog, a blogueira e bem, vocês entenderam, mas tudo certo, acho que é só uma fase de adaptação e pretendo logo em breve retomar meu antigo ritmo de leituras!

Blogueira lutando para permanecer acordada!

Agora, sobre a garota que nadava em redemoinhos:

“The internet is dark and full of spoilers – Melisandre, A Clash of Kings”

É a mais pura verdade.

Logo que recebi o livro também ganhei de presente spoilers que TALVEZ não fossem considerados grande coisa, mas que desmotivaram um pouco muito a minha leitura.

Eu entro em crise quando leio spoilers. É sério.

Porém, como esse era um livro que eu esperava desde o final de 2012, com boas criticas e um certo burburinho, me obriguei a jogá-lo no topo da lista de leituras jurando que não leria nada mais até que não tivesse acabado com ele!

Ainda bem!

Um estilo meio Sookie Stakehouse, com mistérios a lá Georgina Kincaid e um senso de humor bem Jane True mesmo, Garota Tempestade foi me conquistando sem que eu percebesse até que pimba! O livro tinha acabado e eu precisava da continuação pra anteontem!

A capa pode enganar, e muito, quem acha que é um juvenil, mas posso garantir que o conteúdo não deixa dúvidas. É como se alguém tivesse espremido pimentas entre as páginas ou o retirado direto da gaveta probidona da Jane. Sendo assim, não é exatamente o que eu recomendaria para menores de idade interessados, aquela velha história: seus pais vão me processar e blá, blá, blá…

Enfim, um fato marcante no enredo é que temos um romance pseudo-gostoso comumvampiroverdadeiramentegostoso que pareceria clichê entre os tantos que vemos por aí, e justamente por isso, esse “aparentemente clichê” que fiquei com um cachorro de rua atrás da orelha. Confusa, sim ou claro?

Deixa eu tentar explicar melhor, apesar de não achar nenhuma prova escrita, quando o romance surgiu tentei não me deixar muito confortável, esperando que as coisas dessem errado, que um triangulo amoroso chegasse para me assombrar, que o mundo acabasse ou coisa do estilo, mas… bem, você, eu não vou contar.

É verdade dizer que geralmente gosto muito mais dos coadjuvantes do que dos personagens principais e, mesmo Garota Tempestade ser um caso raro de heroína-legal-pra-caramba, também há as super pessoas em volta dela! Pausa para o nome da livraria de Tracy e Grizzie, amigas de Jane: Morrer de Ler. Fim da pausa. Como acompanhamos tudo em primeira pessoa, temos o mesmo nível de conhecimento de Jane e podemos fica tão, ou mais, maravilhados que ela com as criaturas que surgem em sua vida e as que já estavam por lá, mas que não sabíamos que poderiam ser tão demais assim até alguma coisa diferente acontecer!

A srta. True também tem seus mistérios, tão assombrosos para ela mesma, que ela prefere nem pensar a respeito, quanto mais falar sozinha sobre eles.

Então ela não gosta que a chamem de louca, mas acredita em vampiros e fala sozinha? Interessante.

A narrativa de Peeler talvez seja o único ponto negativo para mim. Gostaria de frases mais ritmadas, menos gírias jogadas e, em certos momentos, menos da dirty talk pré-sexo que a Jane curte. Porém, dizer que li sem grandes expectativas soa como se eu estivesse esnobando o livro, melhor dizer que li apenas para aproveitar uma estória leve e divertida e que não me decepcionei com isso. Despretensiosa, Garota Tempestade é uma fantasia urbana que entretém, te pega nas inúmeras possibilidades para a solução de seus mistérios enquanto arranca suspiros pelo romance e a criatividade.

Primeiro livro que leio da editora e posso dizer, não poderia estar mais feliz com o resultado! Vá agora pedir ao gnomo responsável pela sua região uma cópia e espere comigo pelo segundo volume, Caçadores de Tempestade!

xoxo e bom meio de semana!

Anúncios

Sangue e Chocolate – Annette Curtis Klause

Artes de capa e miolo totalmente perfeitas!!

  •    Autor: Annette Curtis Klause
  •    Editora: Underworld
  •    Nº de Páginas: 254
  •    Edição: 1
  •    Ano: 2011
  •    Título Original: Blood and Chocolate
  •    Tradutor:  Eric Novello
  •    Avaliação: 8,5
Vivian Gandillon aprecia a mudança, a dor doce e poderosa que a transforma de garota à lobo. Com dezesseis anos, ela é bonita e forte, e todos os jovens lobos estão aos seus pés. Mas Vivian ainda está de luto pela morte de seu pai; seu grupo continua sem um líder e em desordem, e ela se sente perdida nos subúrbios de Maryland. Vivian acaba se apaixonando por um humano, bom e gentil, um alívio bem vindo para ela. Ele é fascinado por magia, e Vivian deseja se revelar para ele. No entanto, a lealdade de Vivian é colocada à prova quando um assassinato brutal ameaça expor o grupo. Movendo-se entre dois mundos, ela não parece pertencer a nenhum dos dois. O que ela é realmente? Humana ou Besta? O que tem o gosto mais doce? Sangue ou Chocolate?
————————————————————————————————————————————————————————————————–

É tão bom NÃO ler sobre a mocinha tímida, politicamente correta que só quer ser normal, sabe, pra variar um pouco. A Vivian tem consciência de que é linda de morrer morenafatal e que todo mundo concorda. Ok, até ai no problems, mocinhas tem esse direito! Mas a Vivi se orgulha mesmo é de ser uma cadela.

Calma benhê, não é isso que você está pensando, pelo menos, não exatamente isso.

Os loup-garou de Annette C. Klause estão muito mais para lobo que símio, eles existem há séculos e formam uma verdadeira sociedade à parte. Ninguém se torna um lobisomem, é algo de nascença, se você for mordido por um vai ficar com um pedaço a menos e talvez até hidrofobia, mas nenhum pelo a mais. A matilha é capaz de tudo para proteger os seus e pode parecer muito cruel, mas não podemos esquecer que seus instintos falam mais alto do que qualquer outra coisa. Até a mãe de Vivian, Esmé, se parece mais com uma companheira de balada do que com sua mãe. Expressões como acasalar e lutar por um macho são corriqueiras ali.

Não que a garota goste disso.

Na verdade ela fica meio envergonhada pelos modos de Esmé, a fêmea nunca mais foi a mesma depois que seu parceiro, pai de Vivian e líder da matilha, morreu tragicamente em um incêndio. Um incêndio provocado por humanos raivosos depois que os amigos lobos de Vivi saíram do controle e mataram outras pessoas. É claro que ela acha que tem uma parcela de culpa.

Acontece de toda a matilha se mudar para Maryland e Vivian, mesmo ciente das diferenças básicas entre os loup-garou e os humanos, não consegue evitar se apaixonar por Aiden, um adolescente totalmente diferente dos lobos de sua matilha. Ele é sensível, odeia violência, foge de discussões e está à procura de algo místico, qualquer coisa que mude sua vida chata e normal.

Esse relacionamento não passa despercebido pelos outros lobos que, nem preciso dizer, não acham que seja super legal. Ela é praticamente a única fêmea jovem que restou e todos esperam que escolha um parceiro logo. Principalmente Gabriel, o gostosodedoer candidato a próximo líder.  Além disso, ela quer muito mostrar a Aiden a criatura magnifica em que pode se transformar e acredita que é a hora certa.

Sim, eu disse a mesma coisa. ‘Vivis, não-faça-isso!’

Há, até parece que alguém ia me ouvir…

Só que agora ela pegou um coelho muito maior do que pode mastigar. Alguém (leia-se lobisomem) destripou uma pessoa atrás de um bar e Vivian tem todos os motivos para acreditar que foi ela quem fez o serviço. Mesmo sem conseguir se lembrar de nada dos acontecimentos da fatídica noite.

É um livro sexy, repleto de personagens sedutores e acontecimentos marcantes. Li ele em 4 horas e fiquei de DPL, não queria que acabasse tão rápido. Confesso que não vou ver o filme, tenho medo de perder todas as imagens que projetei da história e que ficaram tão bem na minha cabeça.

É um crime não haver um seguimento para Sangue e Chocolate!! Annette, sua tratante, how could you?  Como você pode fazer um livro que devoramos igual a chocolate e não escrever uma continuação?!

¬¬ mocinha

xoxo
Edit 15.02.2012 : Acabei de assistir o filme. Por favor, não façam isso com vocês.