Legend, A Verdade Se Tornará Lenda – Marie Lu

legend

  •    Autor: Marie Lu
  •    Editora: Prumo
  •    Nº de Páginas: 256
  •    Edição: 1
  •    Ano: 2012
  •    Título Original: Legend
  •    Tradutor: Ebréia de Castro Alves

   Avaliação: 8,0

O que outrora foi o oeste dos Estados Unidos é agora o lar da República, uma nação eternamente em guerra com seus vizinhos. Nascida em uma família de elite em um dos mais ricos setores da República, June é uma garota prodígio de 15 anos que está sendo preparada para o sucesso nos mais altos círculos militares da República. Nascido nas favelas, Day, de 15 anos, é o criminoso mais procurado do país; porém, suas motivações parecem não ser tão mal-intencionadas assim. De mundos diferentes, June e Day não têm motivos para se cruzarem – até o dia em que o irmão de June, Metias, é assassinado e Day se torna o principal suspeito. Preso num grande jogo de gato e rato, Day luta pela sobrevivência da sua família, enquanto June procura vingar a morte de Metias. Mas, em uma chocante reviravolta, os dois descobrem a verdade sobre o que realmente os uniu e sobre até onde seu país irá para manter seus segredos.

————————————————————————————————————————————————————————————————–

“-Nunca lhe perguntei sobre esse nome de guerra. Por que Day?

-Porque cada dia significa novas 24 horas. Cada dia quer dizer que tudo é possível de novo. Você pode aproveitar cada instante, pode morrer num instante, e tudo se resume a um dia após o outro. –ele olha para a porta aberta do vagão da ferrovia, onde faixas escuras de água cobrem o mundo. –E aí você tenta caminhar sob a luz.”

Quando aparece um livro novo na mesma onda literária que estou (pois é, ainda sou alucicrazy pelas distopias) é meio que automático que meu cérebro me obrigue a querer lê-lo. A situação é tão perturbadora que às vezes nem da sinopse eu lembro direito, só do fato de que quero lê-lo e não vou deixar ninguém em paz até concluir esse objetivo. Mas é totalmente impossível esquecer uma sinopse que promete uma espécie de duelo entre os dois protagonistas!

Logo de cara me deparei com três aspectos que, na ordem citada, poderiam melar a minha leitura. O 1º é a narrativa de Lu. Ela é seca, crua e estoica, o que até combina com o clima do livro (sério, poesia seria uma perda de tempo ali), mas que por vezes tirou o ritmo das coisas. O 2º ponto é o pouco desenvolvimento dos personagens secundários. Com protagonistas tão bons (já vou chegar lá) os coadjuvantes ficaram fracos ou até mesmo caricatos, como a Comandante Jameson. E, pra terminar o balde de água fria, o lugar comum que está ficando cada vez mais enfadonho: o governo nesses livros nunca é o que aparenta ser.

Ok, ok, talvez isso possa ser categorizado como um pré-requisito para as distopias, mas tudo o que é demais enjoa, né? Depois de um tempo a única pessoa que ainda se surpreende por descobrir algum plano maligno feito por seus chefes de Estado é o personagem principal, e isso porque ele é ‘obrigado’ pelo autor a se surpreender. Lendo ao menos um dos clássicos distópicos você já entra para o grupo de risco dos Formuladores de Teorias da Conspiração Anônimos (FTCA. Nós.. digo, o grupo tem reuniões todos os domingos se alguém se interessar), imagine então com essa enxurrada distópica no mercado editorial? Dá pra contar numa só mão os livros recentes que fogem a essa regra e a maioria deles surpreende e conquista justamente por sua originalidade.

Então o que me fez amar Legend? O que me fez sentar num canto e ler e ler e ler até acabar e perceber que de tão absorta, sequer minhas anotações eu tinha feito?

Empatia.

Sério! Não tem como não gostar do Day, não tem como não querer ser a June! Eles são inteligentes, espertos, ágeis, CUIDAM do próprio nariz além de, é claro, serem famosos, admirados e até respeitados em suas esferas. Eu simplesmente adoro personagens assim. Sambam na cara da mediocridade.

Dá pra contar com eles, você sabe que não vão dar mole -como os protagonistas de outros livros- nem vão te deixar na mão por não fazer algo extraordinário, seja fisicamente ou na área intelectual. Com June e Day o serviço é feito, de um jeito ou e outro.

Shit just got real

Em outras palavras, eles são o pacote completo e juntos ficam completamente irresistíveis.

Gostei muito da Lu ter feito um livro de ação com uma pitada de bom romance e não o contrário. Se o l’amour tivesse mais destaque do que as cenas cinematográficas e as situações de prender a respiração, Legend ficaria meio apagadinho, sem propósito… a autora conseguiu encontrar um equilíbrio perfeito na minha opinião, aquele ponto onde você precisa saber o que vai acontecer em ambos os aspectos e não só em um.

Concluindo, Legend tem seus altos e baixos, mas consegue te hipnotizar como poucos livros nessa linha e te deixar doido para saber o que acontece depois!

Quanto a Prodigy é seguro dizer que:

“Eu não durmo, eu espero”

xoxo e boa semana!

Anúncios
Comments
9 Responses to “Legend, A Verdade Se Tornará Lenda – Marie Lu”
  1. muy interessante, uhum. a capa é lindinha e o quote do nome do personagem *o*
    o governo sempre, sempre tem q ser o vilão. faz parte da vida 🙂

  2. mauraparvatis disse:

    Eu só leio ”Legend é isso, Legend é aquilo, esse livro é bom, LEIAAAMMM” que ainda não li a sinopse do livro, estou sendo levada para ele sabendo pouco/quase nada da história…
    Eu ia comprá-lo como presente de aniversário – comprá-lo não, pedi-lo pro amado – mas vi Cosmópolis acenando da prateleira e disse: Eu quero esse! Argh, acho que vou na livraria trocá-lo, quero ler Legend – AHHHH, EU QUERO!

    Beigos!

  3. nicaquintelas disse:

    Pronto, me convenceu a comprar! hehe Venho namorando há tempos esse livro e dps dessa sua resenha (maravilhosa, bem pontual), tenho que ler tb! Parabéns Dee!!!
    beijos,
    Nica

  4. Ceile disse:

    É difícil eu apontar alguma coisa errada num livro que amei, mas, sim, concordo com você que o lugar é comum.
    O grande diferencial, sem dúvidas, está nos protagonistas e no fato de deixar o romance em segundo plano (diferente de Starters, que quis agarrar o mundo e… né…).

    June e Day são irresistíveis ❤ Acho que por conta deles, o ambiente, o governo, blablablá-regras-da-distopia perde o foco e por isso não me incomodou. Claro, seria muito melhor se Legend surgisse antes de todo o boom distópico, assim, eu teria a surpresa de OMG, governo safadinho…

    Só acho que vc deveria dar 10, só acho hahahahhaha

    Beijo!

    Prodigy, Prodigy, Prodigy ❤

  5. jheyscilane disse:

    Fiquei tão feliz com a nota 8,0 \o/ que quase sai gritando de felicidade (Explico: Quando vi o e-mail do post na minha caixinha de entrada fiquei com medo rsrs comprei ele baratinho no Sub e deu uma agonia – foi uma compra no escuro – gostei da sinopse e capa simples tsc tsc ai abro meu e-mail e me deparo com uma resenha da minha compra no escuro – 1° pensamento: Hora da verdade! Será que presta? kkkkkkk)
    Ainda bem que ele não é entendiante (pelo menos não muito rsrs) e que os personagens principais são uns “queridos” ahaha adorei os gif’s de “Psicose” principalmente o do pato kkkkkkk
    Beijos – Vou ler sem medo \o/

  6. Faz um tempinho, que pesquisando em blogs americanos eu li uma resenha falando absurdamente bem desse livro, e com certeza eu fiquei louco para ler e de quebra ainda fiquei sabendo do lançamento aqui no Brasil, fiquei doido, esta nas minhas leituras de 2013 , pq desse ano já não dá mais (Infelizmente ) e fiquei ainda mais confiante desse livro, com seu comentário positivo =))

  7. Eu adorei esse livro. Li em menos de um dia. É bom, pra variar, ter um pouquinho mais de ação do que de romance. O Day é incrível, e eu me irritei com a June algumas vezes, mas no fim eu acabei gostando dela também. Mal posso esperar por Prodigy.
    Adorei sua resenha!
    Beijos!

  8. Elis Regina disse:

    Desirrée. Obrigada! Adorei a leitura, realmente é muito cativante e não dá vontade de parar de ler. A mistura de ação, romance, suspense e com protagonistas inteligentes e sem mela-mela prende a atenção e não fica cansativo.bjs

  9. Erika Barreto disse:

    Oi Andy, !:)
    Quanto tempo =p

    Vão ser quantos livros?

Mostre que está acordado:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Plágio? Não aqui!

    MyFreeCopyright.com Registered & Protectedcopyright video
  • Agora você já pode ir dormir :)

%d blogueiros gostam disto: