Dezesseis Luas – Kami Garcia & Margareth Stohl

  •     Autor: Kami Garcia & Margareth Stohl
  •    Editora: Galera Record
  •    Nº de Páginas: 488
  •    Edição: 1
  •    Ano: 2011
  •    Título Original: Beautiful Creatures
  •    Tradutor: Regiane Winarski

   Avaliação: 8,0

Ethan é um garoto normal de uma pequena cidade do sul dos Estados Unidos e totalmente atormentado por sonhos, ou melhor, pesadelos com uma garota que ele nunca conheceu. Até que ela aparece… Lena Duchannes é uma adolescente que luta para esconder seus poderes e uma maldição que assombra sua família há gerações. Mais que um romance entre eles, há um segredo decisivo que pode vir à tona. Eleito pelo Amazon um dos melhores livros de ficção de 2009. Direitos de tradução vendidos para 24 países. Um filme da série está sendo produzido. “Pacote completo: um cenário assustador, uma maldição fatal, reencarnação, feitiços, bruxaria, vudu e personagens que simplesmente prenderão o leitor até o fim…”

————————————————————————————————————————————————————————————————–
Então, enquanto eu estava lendo Lirael pensei: nada como um pouco de necromancia macabra depois de um revigorante romance zumbi (Dearly, Departed). Faz bem pra mente, entende? Ainda mais quando você fecha o ciclo com o bom e velho vodu da Carolina do Sul! Seriamente, eu não poderia começar Outubro em melhor estilo!

É Halloween, meu povo! Do the creep!

Ok, Dezesseis Luas não chega a ser assustador, mas tem seus momentos. O melhor do livro mesmo é seu clima a-qualquer-momento-um-furacão-pode-varrer-tudo-aquilo-do-mapa e as pessoas de Gatlin. Meio que pararam no tempo. Não o jeito amish de ser, o povo de Gatlin vive em função da Guerra Civil Americana e seus gloriosos antepassados Confederados… e em termos de mentalidade, tudo bem, aí sim eles pararam no tempo. Lá pela Idade das Trevas, para ser mais exata!

Ethan, o nosso mocinho, luta para não se deixar levar por essa mentalidade coletiva apavorante que é a ignorância da cidade. Não dá para culpa-lo, como boa aquariana que sou, teria enlouquecido com aquelas convenções sociais, todo mundo se metendo na vida de todo mundo e a pressão para tornar cada pessoa o mais adequada possível ao restante de Gatlin.

Eu provavelmente promoveria o massacre da serra elétrica e praça pública, e olha que eu sou só uma blogueira.

Imaginem a Lena, outra boa aquariana, que é… diferente.

“Não era apenas ela que estava me incomodando, para dizer a verdade. Não era a sua aparência – Lena era bonita apesar de estar sempre usando as roupas erradas e aquele tênis surrado. Não eram as coisas que ela dizia na aula, normalmente coisas que ninguém mais teria pensado, e que, se tivessem pensado, era algo que não ousariam dizer. Não era o fato de ela ser diferente de todas as outras garotas da Jackson. Isso era óbvio.

Era ela que me fez perceber o quanto eu era como os outros, mesmo quando eu queria fingir que não era.” Pág. 38

Até esse ponto, nem Ethan nem eu sabíamos o quão diferente a Lena na verdade era, vamos dizer apenas que eu e minha serra elétrica seríamos acolhidas de braços abertos em Gatlin perto dela.

Um ponto extremamente positivo de Dezesseis Luas é que nele… os adultos existem! Seja pai ou guardião, os aborrescentes da estória não estão aborrescentando por aí sem se preocuparem com o olhar vigilante ounão de seu responsável. Os adultos até interagem de forma convincente entre si! Não é mágico?! Quero dizer, 80% dos livros YAs tratam os mais velhos como parte da mobília. É bom ter um plano mais realista (na medida do possível) pra variar.

E eu também!

Quer outro dado interessante das minorias? Dezesseis Luas é contado em 1ª pessoa por um menino!

É quase um alívio depois de tanto tempo na companhia de montes de garotas, ser levada a uma nova estória exclusivamente por um rapaz. Na falta de termo melhor, é refrescante!

Porém o livro peca em pontos bobos.

Sempre que um elemento novo era adicionado a sensação era de confusão, porque, afinal, estamos acompanhando a estória pelos olhos de Ethan e a grande maioria dos elementos novos vem da rotina de pessoas peculiares, pessoas que ele não conhece. “Opa, acho que perdi alguma coisa!” seria o lema nessas horas, eu tive que reler vários e vários parágrafos à procura de alguma informação que pudesse ter perdido só para descobrir que ela ainda não tinha sido dada, que aquilo ainda demoraria mais um pouco para fazer sentido. Não foi algo gracioso e espontâneo como em A Corrida de Escorpião e se tornou um tento cansativo depois de um tempo.

Outra coisa que me deixou indignada, mas que não tem nada a ver com a execução do livro:

Novo Crepúsculo? Por favor.

Não desmerecendo a saga da Titia Meyer, mas as pessoas que compararam Dezesseis Luas com Crepúsculo comparam Crepúsculo até com Saramago! É um romance adolescente? Yes, period.

As pegadas são completamente diferentes e não só acho inválido comparar, como acredito que limita o leitor, obrigando-o a buscar um único parâmetro e a se sentir desapontado depois, por não alcançar a leitura que esperava. Isso acontece com muitas séries ótimas e elas acabam sendo subestimadas, como Lobos de Mercy Falls por aqui.

Nonsense

Por isso não espere encontrar um romance instantâneo e inexplicável, nem uma leitura leve e solta. Dezesseis Luas não é o livro mais denso dos últimos tempos, mas não deve ser visto apenas como o substituto de outra série, Beautiful Creatures tem voz própria. É único e diferente e vai te levar para um mundo onde tudo é possível.

xoxo e boa quinta!

P.S.: Gostei dos palavrões no livro. É sério! São poucos, mas estão bem posicionados e ficam naturais. Se você acorda no meio da noite com um vulto no seu quarto, te observando, vai gritar caramba? Não! Vai gritar puta merda!

Anúncios
Comments
10 Responses to “Dezesseis Luas – Kami Garcia & Margareth Stohl”
  1. Vanessa disse:

    Parabéns pela resenha Desirée! Estou ansiosa para ler Dezesseis Luas e Dezessete Luas! Beijo!

    http://www.newsnessa.com

  2. Sou suspeito pra falar dessa série, pq como foi um dos primeiros livros que li, a considero como os melhores livros da minha estante. O que eu gosto bastante tbm na série são os personagens (Ridley *0*). E se você gostou desse tenho que certeza que amará Dezessete Luas, pois a série melhora MUITO!
    Adorei a resenha 😀

    Abs!

  3. Jheyscilane disse:

    Lembro que assim como você foi um alívio ler um livro narrado por um menino *-* me ganhou mesmo (eu confesso que já estava cansada de ler sobre meninas e seus amores doentes, platônicos e perfeitos ahaha) gostei mesmo do Ethan, e Dezesseis Luas me surpreendeu positivamente, quero comprar Dezessete Luas logo =)
    Resenha muito boa ^.^
    Bjs

  4. Eu li esse livro recentemente, mas fiquei com mow preguiça de resenhar rsrs achei ele hummmm ehhh, eh bom, mas nem tanto rsrsrs nota 8 eh excelente!

  5. Se eu acordar com um vulto em meu quarto durante a noite vou gritar: Ai Baralho! Que porra é essa???HSUAHSUA
    Sobre o livro, eu não sabia que ele tinha o fator: ” vodu da Carolina do Sul”, gente… meus olhos até se iluminaram ao ler isso, HAHA!
    Como assisti o teaser do trailer e achei ”o máximo”, vou querer ler para assisti-lo, ou não assistir primeiro e depois ler, enfim, quero ler 😀

    Beigos!

  6. Natália disse:

    Vi o trailer do filme e achei ok, não sei porquê não me pegou de jeito =\ Mas já que você disse que é único, tem voz própria, é diferente etc, vale a pena arriscar.

    Beijo! :*

  7. Ai quero ler esse livro, parece ser bom *-* Variar um pouco os temas dos livros e tudo mais, vou ver se compro ><

  8. I couldnt have said it any better to be honest! keep up the awesome work. You are very talented & I only wish I could write as good as you do 🙂 …

  9. Ana Alves disse:

    Adorei a resenha, o livro está na minha estante a mais de uma ano vai ser a minha próxima leitura.
    Bjs

Mostre que está acordado:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Plágio? Não aqui!

    MyFreeCopyright.com Registered & Protectedcopyright video
  • Agora você já pode ir dormir :)

%d blogueiros gostam disto: