Refúgio – Harlan Coben

  •     Autor: Harlan Coben
  •    Editora: Arqueiro
  •    Nº de Páginas: 224
  •    Edição: 1
  •    Ano: 2012
  •    Título Original: Shelter
  •    Tradutor: Fabiano Morais

   Avaliação: 7,5

Apresentado ao público pela primeira vez no suspense Alta tensão, Mickey Bolitar se vê obrigado a ir morar com seu tio Myron, um ex-agente do FBI, após testemunhar a morte do pai e internar a própria mãe numa clínica de reabilitação. Agora o rapaz precisa se esforçar para conviver com o tio, de quem nunca gostou muito, e ainda se adaptar ao novo colégio.

Para sua sorte, ele logo arruma uma namorada, a doce Ashley, que também é nova na escola. Quando sua vida parece estar entrando nos eixos, o destino lhe reserva uma surpresa: Ashley desaparece misteriosamente.

Determinado a não perder mais uma pessoa importante em sua vida, Mickey contará com a ajuda de seus novos amigos, os excêntricos Ema e Colherada, para seguir o rastro da namorada.

Para piorar, uma idosa reclusa da vizinhança lhe conta que seu pai ainda está vivo, sem dar maiores explicações. Quando esses dois mistérios se cruzam, Mickey descobre que está envolvido numa rede de intrigas que o levará a questionar a vida que acreditava ter.

Perspicaz e esperto como o tio Myron, Mickey está disposto a fazer tudo o que for preciso para salvar as pessoas que ama.

————————————————————————————————————————————————————————————————–
Pra começo de conversa, eu não sabia que Refugio poderia ser tomado como continuação da série do Myron Bolitar. O que eu sabia é que o protagonista, Mickey, já havia aparecido em Alta Tensão, mas acreditei que essa seria uma nova série e que portanto não teria problemas em começar a ler por esse.

De qualquer forma há sim pequenos spoilers dos livros anteriores, porém não encontrei nenhum buraco nas informações nem dificuldade em captar a estória. Acho que vai de cada leitor escolher se topa ler Refúgio antes da série do Myron.

 ♦

Tudo nesse livro se traduz em mistério.

Seja ele grande ou pequeno, com respostas boas, ruins ou nenhuma, cada canto de Refúgio tem um enigma a ser desvendado e o moleq… digo, Mickey, está mais que disposto a isso!

Como ele se sente…

… como ele realmente é.

Brincadeiras à parte…

Mickey foi um ponto baixo da estória para mim. Como qualquer adolescente ele tem uma mente inquieta, mas como estamos dentro da cabeça dele a narrativa inteira, as divagações ficam cansativas. Sério, entendo que o garoto é um investigador nato, mas a lenga lenga sarcástica me fez desejar uma narrativa em 3ª pessoa.

Ainda falando do Mickey e de como ele poderia ser um mocinho melhor: o menino é grande, alto pra caramba e tem um ego duas vezes maior que ele. Sempre que tem uma chance, começa a discorrer sobre suas qualidades, habilidades e companhia com uma falta modéstia. Tipo: não que eu esteja me gabando, mas sou phoda, sabe? Só estou dizendo…

Se isso já é irritante no nosso cotidiano, imagine no nosso protagonista!

“Me llamo Miguelito”

MAS, pelo menos, os personagens coadjuvantes são um verdadeiro backup team! Não só no enredo, Ema e Colherada salvam o livro do Mickey e deixam tudo mais leve e divertido com suas tiradas sarcásticas ou muito inocentes. Sua vontade de solucionar os mistérios, principalmente a coragem de se envolver neles, me fez admirar essa dupla. Sério, as coisas que Mickey tem de enfrentar são no mínimo muito perigosas e até meio sinistras.

Enfim, é difícil achar amigos que topem invadir a casa de uma velha medonha no meio da noite. Ema e Colherada merecem todo o crédito por na verdade se candidatarem a fazer isso!

Tive certa dificuldade em engrenar a leitura de Refúgio por ser um gênero a que não me dedico muito. Acho válido sairmos da nossa zona de conforto, seja ela qual for, sempre que possível. Essa zona pode dizer muito sobre a personalidade de uma pessoa, mas viver só nela nos deixa preguiçosos e meio inúteis, intelectualmente falando.

Bem, essa é a opinião de alguém que acredita na expansão da mente como forma de evolução, se você não concorda, tudo bem. Só se lembre disso quando estiver entediado de fazer as mesmas coisas de novo e de novo e de novo…

Refúgio é um livro gostoso de ler, bom para passar o tempo e pensar um pouco. É impossível não ficar nem um pouco curioso com o final e com o que vem depois, em Seconds Away. Muitos ganchos e perguntas sem respostas ficam esperando o próximo livro, mas, ao contrário de muita gente, não achei isso frustrante. Pelo contrário, só serviu para me deixar ainda mais curiosa!

Recomendo Refúgio para fãs do Harlan que gostam de uma pegada mais Young Adult e para fãs de Young Adult que estejam atrás de uma coisa diferente e de qualidade!

 

Bom final de semana

xoxo

Anúncios
Comments
7 Responses to “Refúgio – Harlan Coben”
  1. Jheyscilane disse:

    Sempre quis ler algo do Harlan Coben =) mas acredita que eu ainda não criei vergonha na cara e não comprei nenhum livro dele para contar história? Ahahaha Preciso sair da minha zona de conforto (que depois da sua resenha está parecendo uma zona de tédio mesmo ahahaha) adorei! Mas eu acho que vou ler primeiro Cilada *-* Não sei não… não quero me chatear com super ego do rapaz sabe? *.*
    Bjs

  2. Nats disse:

    Minha zona de conforto também não consiste em policiais ou mistérios. Daí hoje meu pai chegou de viagem (estava participando da cerimônia do 7 de Setembro) e trouxe um policial pra mim. E também comprei 1º a Morrer. Se gostar desses dois, talvez invista mais no gênero, mas esse garoto sinceramente não me conquistou…

    Resenha maravilhosa como sempre, Desi 🙂

  3. Então, eu só li um livro do Harlan Coben, o Hold Tight, e fiquei surpreso. Não achei que o Harlan Coben e o seu gênero que orbita entre a autoajuda e o romance conseguiriam ter a minha atenção, mas tiveram. Apesar de eu ainda achar o roteiro meio novela das nove, com diversos núcleos que se unem no final da história, terminei o livro com uma ótima sensação.

    Enfim, provavelmente algum dia lerei outro livro do Harlan, mas não está nas minhas prioridades e também não vou comprar (a menos que não exista nenhum outro livro na face da Terra). Ganhei Hold Tight numa promoção, então uma coisa é certa: se houver mais promoções de livros do Harlan, eu participo e quero muito ganhar. Senão, vai ficar esperando um pouco, hahahaha.

  4. Oi Andhromeda, eu nunca li um livro do Harlan Coben. Não é a minha praia, contudo amei a sua resenha e ri muito com os gifs que você escolheu. Concordo com você sobre a necessidade de sair da zona de conforto e esse ano dei uma chance para vários escritores, inclusive alguns nacionais. Foi bom, alguns desses escritores já estão entre os meus favoritos.

    Talvez, assim como o Arthur, eu leia algum livro do Harlan no futuro. Neste momento, estou mais focada nos muitos livros que comprei e ainda não li.
    Bom domingo.
    Beijos.

  5. danendy disse:

    Adoro mistério – embora tenha me distanciado desses livros nos últimos meses -, mas, por incrível que pareça, nunca me interessei pelos livros do Harlan. O único que tive a oportunidade de ler foi Não conte a ninguém, mas deixei passar. Depois dessa resenha, acho que vou tentar ler Refúgio. É uma boa maneira de voltar a esse gênero, já que é também YA e por isso é mais leve. Obrigada pela dica. 😉

  6. Helana Ohara disse:

    Meninë, os livros de Harlan Coben são todos publicados errados aqui no Brasil. Assim as história de Myrion Bolitar necessariamente não é uma série. But, existe sim alguns livros que deveria ser sim publicados pela editora como uma sequência. Misturas a parte, pelo menos isso não afeta a leitura.. Pelo menos eu acho.
    Não li Refúgio ainda 😦 Sou mega suspeita de falar amo muito Harlan Coben e creio que vou adorar a história de Mickey também – além do mais, o fruto nunca cai longe da árvore certo? LOVE U Myron, seu lindo ♥

  7. Adorei a descrição do Mickey pelos gif. Agora alem de odiar mocinhas eu vou poder odiar mocinhos \o/ kkkkkkkkkkkk
    Eu adoro policiais e quero muito ler algo desse autor *.*
    Gostei da filosofia sobre como naum cair na monotonia. Dica anotada!

Mostre que está acordado:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Plágio? Não aqui!

    MyFreeCopyright.com Registered & Protectedcopyright video
  • Agora você já pode ir dormir :)

%d blogueiros gostam disto: