Starters – Lissa Price

  •     Autor: Lissa Price
  •    Editora: Novo Conceito
  •    Nº de Páginas: 368
  •    Edição: 1
  •    Ano: 2012
  •    Título Original: Starters
  •    Tradutor: Ivar Panazzolo Júnior
  •    Avaliação: 7,0

Seu mundo mudou para sempre.
Callie perdeu os pais quando as guerras de Esporos varreu todas as pessoas entre 20 e 60 anos. Ela e seu irmão mais novo, Tyler, estão se virando, vivendo como desabrigados com seu amigo Michael e lutando contra rebeldes que os matariam por uma bolacha.
A única esperança de Callie é Prime Destinations, um lugar perturbado em Berverly Hills que abriga uma misteriosa figura conhecida como o Old Man. Ele aluga adolescentes para alugar seus corpos aos Terminais — idosos que desejam ser jovens novamente. Callie, desesperada pelo dinheiro que os ajudará a sobreviver concorda em ser uma doadora. Mas o neurochip que colocam em Callie está com defeito e ela acorda na vida de sua locadora, morando em uma mansão, dirigindo seus carros e saindo com o neto de um senador.
Parece quase um conto de fadas, até Callie descobrir que sua locatária pretende fazer mais do que se divertir — e que os planos de Prime Destinations são tão diabólicos que Callie nunca podia ter imaginado…

————————————————————————————————————————————————————————————————–

Não sei do crime, mas O FINAL COMPENSA.

Certo, vou deixar isso no ar, pedir para você baixar o conto Retrato de Uma Starter e passar para um tópico meio nada a ver antes da resenha.

No momento que li a sinopse de Starters a primeira vez comecei a divagar. Pensei nas possibilidades de tudo realmente virar uma distopia no futuro e viajei formando teorias conspiratórias ou não. A mais forte e plausível (na minha cabeça cafeínada!) é a seguinte.

Se o mundo não passar por um acontecimento apocalíptico, como em ¾ dos livros distópicos, muito provavelmente a guerra será entre velhos e jovens mesmo. Quero dizer, o que a ciência realmente procura desde sempre? Prolongar a vida, enganar a morte, imortalidade, blá blá blá. Não deve ser uma noticia tão ruim assim quando você, com seus 75 anos, lá em 2067, descobrir que pode durar até os 200, fácil, ou que curaram a morte. Né? Né?! Daí todo mundo vive até 200, ou 2000 anos, quem sabe? Todo mundo tá feliz, e nós bookaholics vamos poder ler praticamente todos os livros do mundo com todo esse tempo! O único problema é que o planeta não tem ESPAÇO e RECURSOS pra tanta gente que não empacota nunca.

Vi isso em O Pacto (Gemma Malley) e provavelmente em algum outro, mas não consigo me lembrar agora. Enfim, onde quero chegar é: o que vocês acham que vai acontecer se estenderem a vida de uma pessoa para mais de 200 ou se ninguém mais morrer?

Férias! (?)

Starters foi uma leitura difícil, mas que ainda assim consegui levar a cabo rapidamente. A minha dificuldade veio logo no começo e se estendeu até mais ou menos o meio da trama, o que dá para classificar como um grande problema, dependendo da sua paciência. Afinal, quem se motiva a continuar lendo um livro cujo começo é tão… meh.

Eu não detestei Starters, mas também não amei. Verdade seja dita: o livro podia ser BEM mais do que é. As duas principais, provavelmente as únicas, razões para eu QUASE não recomendar a criação de Lissa Price são:

                1- No começo, Callie é superficial. Quando acorda na mansão, é como se ela nunca tivesse passado um ano inteiro só com o pão que o diabo amassou pra comer, vendo o irmão morrer aos poucos e tendo que fugir de tudo e todos! A impressão que tive é que ela só tirou umas férias particularmente ruins. Demorou para termos veracidade nas ações e reações da menina.

“Nóis capota mai num breca!”

                2- No começo, Callie é inconstante. A vida dela vira de cabeça pra baixo, dá loops invertidos e um triplo mortal carpado de lado e a menina ainda tem cabeça pra tirar uma tarde romântica e suspirar por um engomadinho que surgiu do nada. Daí ela volta a pensar na realidade e me vem com síndromes de Cinderela! Daí volta a ignorar todas as coisas loucas que estão acontecendo! Dái. Dái. Dái que deu pra mim. A impressão que tive foi do romance ficar sem pé nem cabeça.

Vamos dizer que minha simpatia toda já estava com Michael desde Retrato de Uma Starter e que era ele se lascando pra cuidar do irmãozinho doente dela, enquanto Callie fazia piqueniques com Blake por ai. Parece que Lissa queria, mas não queria colocar um romance na estória, essa indecisão me chateou bastante enquanto era praticamente tudo o que tínhamos do livro.

Porém, como nem só de amor vive o poeta, a estória tem um bom mistério. E foi isso que me colou na poltrona, mesmo quando não aguentava mais ler dos suspiros da Callie. O leitor fica tão cego quanto ela num primeiro momento (o livro é narrado em 1ª pessoa) e isso nos leva a imaginar ‘n’ explicações para a Voz que está na sua cabeça, por que ela está de volta para seu corpo antes da hora e que tipo de malignidade se passa na Prime Destinations…

Do meio para o final as coisas esquentam, ganham um ritmo frenético e Callie é obrigada a deixar a Cinderela dentro de si de lado, ou as coisas poderiam ficar ainda mais feias. Agora, vou confessar para vocês o grande motivo para eu RECOMENDAR Startes. Eu não dava nada pelo final. #ProntoFalei

Estava me aproximando dele e sinceramente achei que já tinha visto tudo o que tinha para ver, que tinha sido uma leitura mediana, muito bem, obrigada, vamos para a próxima. Só que não. O que a Price fez ali não havia nem dado um oi de longe na minha mente antes que eu lesse. Eu fiquei… eu… fiquei….

“Iiiiiiiiiisso!”

Foi perverso. Foi bem bolado. Foi o gancho de ouro (já que temos uma continuação) para um livro que começou nos tropeços e foi ganhando forma conforme avançava. Então é esperar Dezembro, quando Enders será lançado lá fora, e descobrir se as coisas vão continuar tão douradas e empolgantes quanto o final de Starters.

Boa sexta

xoxo

Anúncios
Comments
9 Responses to “Starters – Lissa Price”
  1. Ri litros com a imagem da garota que balança, balança mais não cai.
    Eu estava bastante empolgada pra ler Starters, não estou mais. Parecer ser um livro que deixa o leitor meio neutro em relação se é bom ou ruim.

  2. Ana disse:

    RIDEMÁS coma sua resenha! Ela foi ótima, cada vez vc se supera ainda mais!
    Estou indecisa com esse livro, vou esperar um pouco mais, mas só de saber que o final é tão bom, me renovou a vontade de ler!

    bjinhus

  3. Valentina disse:

    Poxa, fiquei intrigada agora com o que pode acontecer nesse final.
    Tenho medo de não ter paciencia pra esse começo e sério que temos outro triangulo amoroso vindo por ai? Num guento mais!ushaushaushaus

    bjão

  4. Laury A disse:

    Sério, eu riu horrores com as imagens que você usa. kkkkk
    Não tinha nem ideia de que esse livro tem continuação, foi bom saber, agora ele vai ficar só mais para frente na lista de leitura, porque o final pode até ser bom, mas graças ao livro que estou lendo agora, não quero começar a ler outro que se arraste. :/

    Beijos.
    maniacaporlivros.wordpress.com

  5. Jackie disse:

    “Nóis capota mai num breca!” UHSUAHSUASHAUSHUASHAUSHAUSHAUSHAUSHAUSH

    Oh Lord, estava bastante empolgada pra ler Starters, não estou mais. Ou estou? Fiquei curiosa pra saber o final!!! Dê spoilers!!! uhausahusahsuahs

    bjinhos

  6. qd eu li fiquei com uma p. preguiça de comentar agora n lembro o q eu ia dizer rrsrsrsrsrsrsrs
    mas soh p constar, sabe q paro td p ler sua resenha neh? mesmo q as vezes n comente direito como nesse caso.
    bjinhos

  7. Olá, Dée!
    Enquanto comento nessa resenha, estou aqui assistindo ao seu vídeo do NOMB e ri horrores quando você falou que a menina da capa desse livro te faz lembrar o MJ! #aloka kkkkkkkkkk
    Não concordo, mas realmente acho a capa muito feia mesmo!
    Enfim, assim como você eu também não gosto de protagonistas volúveis e acho que vou me irritar profundamente com ela durante a leitura do livro. As distopias estão seguindo o mesmo padrão, oh Lord! A premissa é interessante e tals, mas não estou muito ansiosa para ler e os livros da NC estão acumulando aqui cada vez mais. ¬¬’
    Adorei a sua resenha!!
    Bjos.

    Mariana Ribeiro
    Confissões Literárias.

  8. Jheyscilane disse:

    Ah eu não sei direito se lerei Starters (Apesar dele já figurar na minha nada pequena lista de leituras rsrs) estou triste por causa do final de “Três metros acima do céu” =(
    Adorei os gif’s e as legendas, e que final é esse que vale a pena ler o livro? #Curiosa
    Mas vou esperar a ideia de mais uma distopia amadurecer um pouco mais em minha mente
    ^^

Trackbacks
Check out what others are saying...
  1. […] que já leram minha resenha do livro Starters, de Lissa Price, sabem que tive um momento filosófico/conspiratório/medonho e […]



Mostre que está acordado:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Plágio? Não aqui!

    MyFreeCopyright.com Registered & Protectedcopyright video
  • Agora você já pode ir dormir :)

%d blogueiros gostam disto: