Deslembrança – Cat Patrick

  •    Autor: Cat Patrick
  •    Editora: Intrínseca
  •    Nº de Páginas: 256
  •    Edição: 1
  •    Ano: 2012
  •    Título Original: Forgotten
  •    Tradutor: Livia de Almeida
  •    Avaliação: 7,0
Toda noite, quando London Lane recosta a cabeça no travesseiro e dorme, cada mínimo detalhe do dia que viveu desaparece de sua memória. Pela manhã, restam-lhe apenas lembranças do futuro: pessoas e acontecimentos que ainda estão por vir. Para conseguir manter uma rotina minimamente normal, London escreve bilhetes para si própria e recorre à sempre fiel melhor amiga. Já acostumada a tudo isso, ela tenta encarar a perda de memória mais como uma fatalidade que como uma limitação. Mas, quando imagens perturbadoras começam a surgir em suas lembranças e London precisa, de algum modo, escapar delas, fica claro que para entender o presente e o futuro ela terá que decifrar o que ficou esquecido no passado.
————————————————————————————————————————————————————————————————–

“Eu me lembro do que ainda vai acontecer.

Lembro o futuro, mas esqueço o que já passou.

Todas as minhas lembranças, boas, ruins ou tanto faz, um dia vão se concretizar.

Então, goste ou não – e eu não gosto -, vou me lembrar de estar de pé num gramado recém-aparado, rodeada por pedras e pessoas vestidas de preto, até que isso se torne realidade. Vou me lembrar desse funeral… até que alguém morra.

E, depois disso, ele será esquecido.” Pág. 34

Vamos começar com as quatro frases que me vieram à cabeça quando terminei a leitura de pouco mais de 2h desse livro:

London é confusa, mas nem tanto

Luke é maravilhoso, mas nem tanto

A vidência de London é explorada, mas nem tanto

Deslembrança é bom, mas nem tanto.

Vi várias resenhas falando que Deslembrança é um livro bom, mas que falta alguma coisa. Essa coisa é tempero, desenvolvimento, trabalho. Não estou desmerecendo a autora. MUITO longe disso, a ideia é incrível, fazia tempo que eu não ficava tão animada para ler um stand alone (sou rata de séries, fazer o que?!) e Forgotten despertou meu interesse bem antes de ser lançado aqui. Só senti que a Patrick podia ter tirado mais tempo para refinar as coisas, explorar melhor o dom de London.

Sério, o cérebro dela reinicia às 04:33 da manhã, todo dia. Ok, ela deixa bilhetes resumindo sua vida e dando instruções sobre como se comportar nos próximos dias. É desnorteador? Muito! London leva isso numa boa? Com um pé nas costas! Mas a parte principal, o diferencial do enredo, a coisa mais legal que acontece com a menina… fica de fora! Ela lembra do que vai acontecer amanhã e essa é a menor as preocupações dela!

Mas heim?

Spoiler alert

De repente estou exagerando, mas a London levou dez anos para perceber que poderia usar seu dom insanamente fora do comum em benefício daqueles que ama e nós nem vemos isso acontecer de fato porque o livro acaba! Ele simplesmente acaba e você fica: não! Não pode ser! Agora que as coisas iam acontecer de verdade, acaba? Faça-me o favor!!

Não me levem a mal, eu gostei do livro. Exatamente por ter gostado demais e estar completamente imersa na estória de London foi que me frustrei tanto com a ‘inconclusão’ das coisas!  O relacionamento entre ela é Luke é do tipo que te faz suspirar pela delicadeza e bizarrice: ela não se lembra dele no futuro, portanto só tem os bilhetes para se situar sobre aquele carinha que ela não faz ideia de quem é. London se apaixona por Luke dia após dia, sempre do começo. Ok, ajuda ele ser lindo de morrer.

“Essas coisas acontecem”

Posso estar me precipitando, mas estou ansiosa pelo próximo livro de Patrick, Revived, que também tem uma premissa impressionante. Vou me arriscar a sair frustrada mais uma vez, mas tenho fé em que uma pessoa tão maravilhosamente criativa quanto a Cat vá fazer um trabalho melhor. Enfim, recomendo Deslembrança se você não se frustra facilmente, ou se entendeu meu ponto e se sente mais preparado para aproveitar esse livro incrível, mas nem tanto.

xoxo e bom começo de semana!

Anúncios
Comments
7 Responses to “Deslembrança – Cat Patrick”
  1. ‘Inda bem que não estou muito animada para ler Deslembrança, pela sinopse dá pra notar que é um livro diferente dos publicados atualmente.
    Mãs, como assim… Ela não se preocupa com o fato de esquecer o passado e lembrar do futuro, se fosse ela ficaria LOUCA, tentando criar inúmeras maneiras de fazer com esse dom se torne útil para ajudar as pessoas que convivem comigo, se sei que X vai morrer, vou tentar ajudar – meio Premonição HUAHSUA.
    Bom, vou anotar no bloquinho de livros a serem comprados ou emprestados na biblioteca e se tiver a oportunidade o ler não esquecerei de fazê-lo ;D

  2. gaahbrielle disse:

    Ai morri com essa resenha, Dee. Confesso que nao vou comprar esse livro sahusahusau mas se um dia cair nas minhas maos, vou ler feliz.
    Mas esse jeito de acabar abruptamente é coisa de livro YA, to acostumada ¬¬

    Gabi – http://www.livrosecitacoes.com

  3. Xi, estou enrolando pra ler esse livro justamente por todo mundo falar que não é tão bom assim, mas deve ser um dos próximos na lista. A capa é linda, e a proposta é realmente interessante, vou ter de ler e tirar minhas próprias conclusões mesmo. Agora, porque todo cara tem de ser lindo de morrer? Ninguém ia querer um vesguinho?

    Beijitos
    http://www.bookpetit.com/

  4. Todo mundo que vi até hoje só falou mal desse livro – menos no skoob é claro, lá é o arco-íris da literatura – e uma amiga já até me contou o final então sem motivos mesmo pra ler, esses furos não me fisgam e embora tenha um diferencial não tiro da minha cabeça que é muito parecido como Como se fosse a primeira vez.

    Ah, e essa mania dessas autoras de fazer tudo perfeito, urgh.

    Como disse a Gabi leio só se cair na minha mão ganhado ou emprestado kkk

    Bjs.

  5. Agatha Borboleta disse:

    ãhhnnn deu vontade de ler, mas nem tanto.. rsrsrs parece interessante mas como to de regime de compras tb nem sei se vou ler tao cedo…. bjinhos

  6. Bárbara disse:

    o problema desse livro é que ele começa como sendo uma história sobre sua desmemória, pra logo virar história de amor (um amor meio bizarro, já q ela basicametne acredita que está apaixonada por ele por meio de seus bilhetes. e tipo, a perspectiva de ele fazer coisas com ela que ela vá se esquecer se não anotar é muito assustadora pra mim), pra depois virar um mistro de thriller com mistério sobre o q tá envolvido na perda de memória dela. o livro não segue uma única meada o tempo todo, e as “reviravoltas” não têm consistência alguma, e vc fica tipo “tá, e aí?”.
    enfim, o livro é gostosinho de ler, escrever bem não é o problema da autora, mas sim formar narrativas inteiras, sem esse monte de furos e mudanças de histórias sem pq. tem no mínimo uns três livros diferentes dentro de “deslembrança” e nenhum deles tá acabado.

    SPOILER:

    e no final quando ela do nada começa a se lembrar das coisas tbm ficou mto mal explicado pr amim. e tbm nunca foi explicaod pq o namorado dela (já esqueci o nome) não aparecia nas lembranças do futuro dela. ou ficou e eu não percebi?

  7. hhahaha dorei a resenha.
    Eu tmb esperava mais, aquele final me deixou tão pensativa, criando milhares de teorias para o que iria acontecer. Eu preferia que o livro tivesse um final normalzinho.Foi uma leitura boa, mas não empolgou muito a ponto de ser meu favorito. Também estou ansiosa para ler Revived e espero que o final seja decente rs
    bjos

Mostre que está acordado:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Plágio? Não aqui!

    MyFreeCopyright.com Registered & Protectedcopyright video
  • Agora você já pode ir dormir :)

%d blogueiros gostam disto: