Tinta Perigosa – Melissa Marr

  •    Autor: Melissa Marr
  •    Editora: Rocco
  •    Nº de Páginas: 328
  •    Edição: 1
  •    Ano: 2012
  •    Título Original: Ink Exchange
  •    Tradutor: Maria Beatriz Branquinho da Costa
  •    Avaliação: 8,5

Leslie anseia por mudanças em sua vida, e uma tatuagem é o que ela precisa para deixar o passado para trás. Porém, quando finalmente encontra o desenho que quer em sua pele, Leslie vai descobrir que aquela imagem não é somente uma obra de arte tentadora, e sim uma passagem sem volta para um mundo de sombras e desejo… o mundo dos seres encantados.

Atenção, conteúdo impróprio para não-leitores de Terrível Encanto

—————————————————————————————————————————–

Vou começar dizendo porque Melissa Marr me levou a um novo nível de confusão mental, me deixou lá por alguns capítulos, me fez odiá-la por isso e depois me trouxe de volta, mais confusa ainda, EXPLICANDO porque toda aquela viagem fazia sentido. Faz sentindo?

Talvez, como a própria Leslie, eu não devesse ter gostado disso. Mas me peguei protelando ao máximo o final, simplesmente por não querer que a leitura acabasse!

Vale avisar também que Tinta Perigosa começa onde Terrível Encanto termina, mas quem quer mais de Aislinn, Keenan e Seth vai ter que esperar um pouco. Eles aparecem sim, mas não são o foco principal.

O começo do segundo volume foi meio diferente do primeiro, ele me irritou profundamente… tirando a parte de descobrirmos ainda mais sobre os seres encantados e suas cortes, o que é absolutamente demais (Demais, DEMAIS!), a relação Leslie-Niall-Irial estava um tanto quanto clichê. De cara pensei ‘Sério, outro triangulo amoroso, Melissa? Sério?’. Eu meio que pedi para pular tudo aquilo e chegar logo na parte em que Leslie descobriria que a melhor amiga era a Rainha do Verão e então poderiam juntas chutar alguns traseiros imortais!!

Sua reação a sede de sangue da blogueira.

Mas calma, Ash, como boa garota equilibrada que é, não ia simplesmente envolver a amiga nos assuntos encantados.

Então continuamos numa situação constrangedora.

Aquela coisa manjada de meio mundo se apaixonando/se afeiçoando/amando todo mundo de forma inexplicável, e instantânea me deixou com um cachorro de rua atrás da orelha. Isso me confundiu deveras porque era tão diferente da abordagem da autora no livro anterior, tão tonto pra ser obra da ótima Melissa Marr, que até demorei pra perceber que Leslie também estava achando aquela necessidade toda por Niall e Irial totalmente estranha.

Alguma coisa estava muito errada ali. Tudo o que ela queria era uma tatuagem para simbolizar uma vida nova, mas o que conseguiu foram visões de pessoas bizarras, mentiras de sua amiga e dois caras gatos sinistros na sua cola. E ela nem conseguia se preocupar com isso!

Pelo outro lado, Niall e Irial, sim, o guarda-costas de Keenam e o Rei Sombrio são personagens muito ambíguos e apetitosos, acho que já escolhi um lado, mas como entre Keenan e Seth, também não estou muito firme na decisão.  Niall pende entre o cara controlado e sua natureza… selvagem, enquanto Irial exala crueldade para esconder sentimentos pouco sombrios. No fundo eu acho que são os dois feitos do mesmo material.  Tinta Perigosa ressaltou ainda mais um ponto de Terrível Encanto: as cortes em si não são boas ou ruins, elas só querem sobreviver. Mas há aqueles que buscam o equilíbrio e os que não. Ou seja, o conceito de Bem e Mal para os seres encantados é bem maleável. Ok, não só para os seres encantados.

Se você como eu ficou desanimado com o começo, por achar absurdo demais, por favor, POR FAVOR, continue a leitura. Tenho certeza de que não vai se arrepender e de quebra vai soltar um “Melissa, sua danadinha!”. Se não…

Para os que já leram e se incomodaram com o final, sem ofensas, mas pense com cuidado nesse caso. Nem tudo são flores e a magia é uma ilusão, distorcendo a realidade…

Estou oficialmente visitando todos os parques da cidade, tentando achar uma Garota do Verão ou mesmo um Hound pra matar o tempo até Fragile Eternity!

xoxo e boa sexta!

P.S.: Pra não perder o costume, a obsessão com significados de nomes continua:

[Todos com raízes irlandesas (irlandeses, seus lindos!)]

Leslie = Alegria

Niall = Campeão, no sentido medieval

Irial = Elfo

Sorcha (Absolutamente maravilhoso esse nome) = Brilho

Anúncios

5 comentários sobre “Tinta Perigosa – Melissa Marr

    • AndhromedaG disse:

      Mas Ned, mas Ned, Ned! É tão legal! Como vc pode dizer um negócio desses?

      Fail. Saiu a mais mesmo.É melhor o mundo não saber o que eu faço antes de revisar (ou não) meus posts, rsrs #thanks

      • Agatha Borboleta (@AgathaBorboleta) disse:

        naum eh q eu n acredite em vc (apesar de estar mt cetica em relação a essa serie) eh soh q minha lista de meta (e fatura de cartão de credito) estao um tantinho qt estourados rsrsrsrsrs entaum n sei qd terei acesso ao livro… e certos spoilers realmente n me incomodam. tipo eu li a sinopse do EM chamas antes de ler Jogos Vorazes entaum eu meio q sabia o final e nem por isso estragou minha leitura, claro q segredos de livros policiais e afins eu n qro nem saber antes de ler rsrsrs #confusão rsrsrs

Mostre que está acordado:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s